Preciso de ti…

Onde irá isto terminar…
Quando irá isto terminar…
Quando terminarão as viagens interminaveis de regresso a casa
Depois do dia de trabalho
Sem ter alguem por mim a esperar…
Quando terminarão as noites sozinho
Na minha cama vazia…
Quando terninará o martirio de uma vida rodeada de mil pessoas
Mas sem aquela por quem espero toda a minha vida…
Mais um doce inverno vai chegando
Com a sua chuva a bater na minha janela…
Ah como tenho saudades das noites frias de inverno
Enrolados num cobertor
E no silencio do nosso olhar que tudo diz…
Sem uma palavra ser prenunciada…
Ah como sinto saudades de estar apaixonado,
E de pensar que tudo se resolve quando há amor.
Estou cansado da realidade do mundo…
Da sua crueldade e frieza.
Preciso de ti
Onde quer que estejas.
Preciso de ti para devolver um pouco de sonho
À minha vida.
Como eu queria que chegasses
Com as primeiras chuvas de inverno
E trouxesses o doce perfume de amor…
E me voltasses fazer sonhar…
Acreditar
Amar
Preciso de ti
Como o ser humano precisa de ar para respirar…
Como os peixes precisam de agua…
Como as flores precisam da luz…
Preciso de ti…
Para que as viagens de regresso a casa deixem de ser interminaveis…
E os dias da minha vida deixem de ser frios…
E para que possa sonhar novamente em ser feliz… 

Alex

 


About this entry