Hoje compreendo a vida…

Hoje compreendo
Que a vida não é um soneto que,
Para se perceber a sua beleza,
Tem de ser lido até ao fim…
Compreendo que a vida é,
Isso sim,
Um livro de muitos “mini-sonetos”…
Cada momento de beleza,
Vivido e amado,
Por mais efémero que seja,
É uma experiência única
Que está destinada à eternidade…
Pois um único momento de beleza e amor,
Justifica uma vida inteira.

Alex


About this entry