Cada vez que tu partes…

Mais uma vez partiste…
Tanta coisa que gostava de ter dito,
E não disse…
Chego a casa
Cansado, mas feliz por te ter visto.
Com a ajuda de uma caneta,
Coloco no papel,
Aquilo que agora estou a sentir.
Saudade, alegria, tristeza, esperança…
É uma confusão de sentimentos,
Todos eles entrelaçados,
Dentro do meu coração.
Vi-te,
Falei-te, Toquei-te,
E até mesmo beijei-te.
A esperança renasce em mim.
Tudo é possível novamente,
E o meu coração volta a bater…
A bater por algo maravilhoso,
O amor.
Deixei-te partir,
Mas com a certeza que me amas;
A certeza que o meu coração precisava,
Para não desistir, nem morrer.
Agora vou adormecer,
Embalado por este amor,
Com a certeza de que a ultima vez que te vi,
Não será a ultima vez que te vejo.

Alex


About this entry